A fotografia de Witkin
publicado por The corpse
Já alguma vez viram ou, pelo menos, ouviram falar do famoso quadro de Velasquez, “Las meninas”? Obviamente que já, mas talvez nunca tenham reparado ou dado a devida atenção a outras obras de outros grandes artistas, como Picasso, baseadas ainda no primeiro quadro, mas que não deixam por isso de ser tão interessantes e originais. Falei de Picasso porque, decerto, iria despertar mais a vossa curiosidade do que o nome Joel-Peter Witkin.

Deixo-vos, de seguida, a obra de cada um dos artistas que mencionei:
"Las meninas" de Velasquez




"Las meninas" de Picasso



"Las meninas" de Joel-Peter Witkin




Esta última imagem é uma fotografia de Joel-Peter Witkin, talvez uma das mais interessantes que vi até hoje e aquela que despertou a minha curiosidade nesta área da arte. É claro que os tempos são outros e que a qualidade de imagem não favorece muito, mas o conteúdo é, simplesmente, fantástico. Reparem na rapariga sem pernas, no cão que parece morto, no pintor sem um olho. Apercebi-me também do pormenor da lâmpada que se assemelha em todos os aspectos às representadas por Picasso. Diria mesmo que grande parte da zona direita da fotografia é inspirada nas obras dele.

Witkin nasceu em 1939 e começou a fotografar aos dezassete anos, influenciado pelo pai que lhe mostrava algumas fotografias quando tinha ainda 5 anos.

Em "The Bone House" o fotógrafo descreve algumas experiências marcantes que marcaram a sua obra. Um exemplo foi o dia em que presenciou um grave acidente de carro no qual uma rapariga foi decapitada e cuja cabeça foi parar aos pés do próprio Witkin.
Uma das principais referências da sua obra é a busca da beleza em pessoas com defeciências físicas e que, normalmente, sofrem de preconceito por parte da sociedade.

A natureza-morta aparece em grande número de obras de Witkin. O fotógrafo utiliza flores, frutos e animais para disfarçar os mortos.. Essas fotografias trabalham, geralmente, temas fortes e impactantes, de fundo filosófico, que pode ser percebido como uma crítica contundente ao modelo de organização e de vida proposto pela sociedade ocidental actual.
Deixo-vos, agora, algumas das suas melhores fotografias:




Espero que tenham gostado de conhecer um pouco do trabalho deste fabuloso fotógrafo, Joel-Peter Witkin.

Marcadores: ,

Deixa-nos a tua opinião sobre este post:

Postar um comentário

10/01/2009 14:22 |Blogger Thaurer  
nao conhecia o homem, mas passei a gostar.

a penultima foto lembra-me o filme "Taxidermista".
nao tem muito a ver o filme ca foto, mas lembra-me na mesma.
=)
10/01/2009 23:13 |Blogger Lex  
Já conhecia este artista e gosto muito dele. Sempre que alguém me pergunta o nome de um fotógrafo de quem eu goste, é nele que falo em primeiro lugar. :-) Boa escolha para começar, portanto.

Gostaria de acrescentar a essa série de trabalhos aquele que acho mais... belo, pela estória nele implícita. E quem sabe alguém possa reconhecer nele a inspiração para a capa de um álbum de uma banda que esteve em Portugal em 2008. :-)
Procurem por "Woman Once a Bird" no Google e verão.
10/01/2009 23:38 |Blogger The corpse  
estive para pôr essa fotografia aqui também mas tinha um formato diferente e ficava muito desfocada =S
(c)2009 A Outra Galáxia | aoutragalaxia@gmail.com
Optimizado para Firefox 3+ e Internet Explorer 7+ a 1280*1024