Primeira Fila: Nick And Norah's Infinite Playlist
publicado por Skywriter™
Bem-vindos(as) à edição inaugural deste meu novo espaço, a sua periodicidade será inconstante, o que equivale a dizer que só a postarei quando vir algum filme que ache bom o suficiente para aqui constar.

Passada a apresentação, passemos então ao primeiro filme desta rubrica: Nick And Norah's Infinite Playlist. Muitos de vós nunca ouviram falar deste filme e provavelmente nunca ouvirão, até porque será pouco provável que este filme alguma vez chegue ao nosso mercado nacional.


Personagens
A história deste filme gira à volta de duas personagens. Como poderão "adivinhar" (pelo titulo do filme) os seus nomes são Nick e Norah.

Logo no inicio do filme, podemos descobrir um pouco sobre as duas personagens. Nick é um jovem, que faz parte de uma banda de QueerCore (todos os elementos da banda, menos Nick, são gays). Continua apaixonado pela ex-namorada, que o traiu e depois acabou a relação, e persiste em fazer-lhe "Mix CDs" (já lá vai o tempo das mix tapes lol) e a enviar-lhos.

Do outro "lado" temos Norah, uma jovem, filha de um produtor (no filme não consegui descortinar se ele era mesmo produtor ou se era o dono da editora) musical famoso, que tenta a todo o custo não viver a vida à "custa" da fama do seu pai. Sem saber quem faz os CDs, Norah vai-os coleccionando, já que a ex-namorada de Nick os deita fora.

Para além destas duas personagens, as principais o filme, temos ainda outras duas que têm um papel importante na película: Tris e Caroline.

Caroline é a melhor amiga de Norah. Uma rapariga um bocado tresloucada que gosta de beber um pouco demais, o que acaba sempre por dar mau resultado.

Tris é a ex de Nick, uma jovem que usa os homens a seu bel prazer e quando já não lhe servem de nada, dá-lhes um chuto no rabo e manda-os embora. Durante o filme vemos Tris a "atormentar" Nick e a brincar com os seus sentimentos, aproveitando o facto dele ainda gostar dela.



História
A acção do filme gira em torno do encontro de Nick e Norah, ambos fãs de uma banda indie chamada Where's Fluffy?, que tem por hábito dar concertos surpresa num qualquer sitio sem fazer publicidade a isso. A única maneira de descobrir onde são os concertos é através de pistas que são dadas na rádio.

Acontece que a banda de Nick vai tocar num clube onde se pensa que irão tocar os Fluffy (mas no afinal não é lá que vão tocar). E é aqui que Nick e Norah se encontram. Convém dizer que Norah, Caroline e Tris andam na mesma escola e que as duas primeiras não vão muito "à bola" com a ultima.

Caroline e Norah vão ao clube na companhia uma da outra. Tris encontra-as por lá e provoca Norah, perguntando-lhe se veio sozinha. A nossa protagonista, envergonhada, diz que não, que veio com o namorado. Dirige-se então a Nick, sem o conhecer de lado nenhum, e pede-lhe que seja o seu namorado durante cinco minutos. Escusado será dizer que Tris fica ruída de ciumes.

Durante o resto do filme, Tris tenta que Nick volte para ela. A banda de Nick, que era suposto levar Caroline para casa (pois esta estava podre de bêbeda), "perde-a" e juntamente com Nick e Norah tentam encontrá-la. E claro, toda a gente tenta descobrir onde será o concerto dos Fluffy!

Interpretações
No papel de Norah temos Kat Dennings, Michael Cera interpreta Nick, Alexis Dziena é Tris e Ari Graynor faz de Caroline.

Tiveram todos interpretações muito "sólidas" e agradáveis de ver. Eu, pessoalmente, sou fã da Kat Dennings e gosto sempre dos seus trabalhos. Acho que já merecia um papel de destaque numa grande produção. Quanto aos outros actores, não posso fazer grandes juízos porque, simplesmente, não conheço os seus trabalhos. Mas no geral estiveram todos bem.

Conclusão
Este é um filme agradável, mesmo não tendo um grande orçamento (teve 10 milhões de dólares) conseguiram fazer um bom filme que transmite boas sensações e até conseguiram uma boa receita na bilheteiras (pouco mais de 30 milhões de dólares). De salientar ainda a excelente banda sonora, na sua maioria composta por musica indie. Confesso que vi o filme até ao final dos créditos, só para ouvir a musica.

Dito tudo isto, dou-lhe um 7.0 + 0.5 / 10 (o 0.5 é pela banda sonora). Este é daqueles que vale o dinheiro do DVD ou do bilhete de cinema.

Marcadores: , ,

Deixa-nos a tua opinião sobre este post:

Postar um comentário

25/01/2009 15:05 |Blogger Thaurer  
dez milhoes de dolares pode nao ser grande orçamento... mas mesmo assim é muito mais do que acuilo que o ICA dá.
xD


ja tinha visto o trailer desse filme, mas por acaso na net só encontrei uma versão manhosa, e como nunca vi nada sobre o filme nos cartazes dos cinemas... pronto..nunca vi.
(c)2009 A Outra Galáxia | aoutragalaxia@gmail.com
Optimizado para Firefox 3+ e Internet Explorer 7+ a 1280*1024