RD#2 - The Curious Case of Benjamin Button (2008)
publicado por Ricardo Dias


Vi este filme no sabado e até gostei. Ouvi ou li o resumo do filme já não me lembro onde e fiquei logo com vontade de o ver. "É a história de um homem que nasce velho e que vai ficando cada vez mais novo, até chegar a bébé e morrer", quando ouvi isto fiquei "uau, deve ser giro. Tenho de ver". Vi e não fiquei desiludido nem um bocadinho.

O filme tem quase 3 horas e de uma maneira geral é parado, mas não o achei nada enjoativo. Acho que uma das razões pela qual não 'enjoamos' a meio do filme é sem dúvido o facto de não ser muito repetitivo... Ora vejamos: primeiro é com o actor muito velho, depois velho, depois novo e finalmente em criança e bébé. É a história de uma vida, as personagens mudam, uns morrem, outros nascem e vice versa. Benjamin nasceu e logo no parto a sua mãe morreu, o pai quando olhou para o bébé achou que era um genero de monstro e quis se ver livre dele. Acabou por o deixar à porta de uma casa de um senhora que cuidava de idosos. Ela então ficou com Benjamin e tratou-o sempre como seu filho. Benjamin nos primeiros anos lá esteve entre os idosos parecendo mesmo ter a idade deles mas na verdade era apenas uma criança. É ai que conhece Daisy, que iria mais tarde ser a mãe dos seus filhos (filha neste caso). Na altura ela era apenas uma menina de +/- 10 anos, enquanto Benjamin tinha um aspecto de quem tinha 80 anos (apesar que apenas tinha 13 anos se não me engano)

Uns anos depois, aprende a andar e arranja um pequeno trabalho num barco onde depois o capitão o leva a bares, etc. Aos 17 anos sai de casa e vai trabalhar a tempo inteiro no barco e chega até a entrar na guerra. Enviava todos os dias cartas à Daisy a contar tudo o que ia acontecendo. No meio disso tem um romance com uma mulher que mais tarde o deixa do nada. Depois de quase morrer na guerra, Benjamin volta a casa e volta a ver Daisy. Entretanto têm um filho mas ele devido ao facto de estar a ficar cada vez mais novo e não querer que ela mais tarde tenha de vir a cuidar de duas crianças, decide sair de casa sem dizer nada. Mais tarde quando já tem o aspecto de uma criança de 13 anos, começa então a ficar com os sintomas que os velhos têm (releembro que uma coisa é a idade real dele, outra é o aspecto). Pouco depois acaba mesmo por morrer em bébé ao colo de Daisy (já velha). Ele olha a ultima vez para ela, fecha os olhos e dorme para sempre. Um final bastante dramatico que é capaz de fazer chorar algumas meninas hehe.

Claro que isto foi um pequenino resumo, pois acontece muito mais coisas no filme mas não quero tornar esta crónica gigante e cansativa. Bem, é sem duvida um filme que recomendo a toda a gente, é uma grande história e o filme está sem dúvida muito bem feito. É dificil fazer filmes tão grandes e que ao mesmo tempo não nos deixe enjoados e a dizer "mas quando é que esta porcaria acaba?!". Surpreendeu-me pela positiva sem dúvida.

---

Bem infelizmente não consegui subir o filme no sapo porque está em RMVB. Tentei ir buscar o link onde saquei o filme (legendado e tudo) mas o MegaUpload já o apagou. Se entretanto o arranjar posto aqui.

Até p'ra semana ;)

Marcadores: ,

Deixa-nos a tua opinião sobre este post:

Postar um comentário

19/01/2009 01:23 |Blogger Kamisas  
Para mim é o filme do ano e se não levar o Oscar vou ficar desiludido.

Brad Pitt tem uma das melhores interpretações da já riquissima carreira (superada, a meu ver, pelo papel em "Burn after reading" e em "Fight Club", embora em registos diferentes). Cate Blanchett tá genial, igual a ela própria e a própria Tilda Swindon prova a cada filme a excelente atriz que é.

Se tiver que apontar um defeito ao filme, será certamente os vinte minutos da II Guerra Mundial, perfeitamente ultrapassáveis e que não acrescentaram muito.

Mas para mim, em 5, dou 4,5.

É daqueles filmes que quem viu não mais esquece e será certamente um épico do cinema, na minha opinião.

Cumprimentos
(c)2009 A Outra Galáxia | aoutragalaxia@gmail.com
Optimizado para Firefox 3+ e Internet Explorer 7+ a 1280*1024