Metal com clássica
publicado por Pdavis
Após a minha crónica sobre o metal e a poesia, que muita e brava discussão gerou, decidi hoje voltar a abordar a união do som eterno com outra arte clássica. Desta vez é mesmo a música clássica que eu vou tentar demonstrar que se pode unir ao metal, ou mesmo ser pura e simplesmente "metalizada".

Sendo considerada como o pai de todos os géneros musicais, a música clássica facilmente se aprecia e provoca efeitos inexplicáveis naqueles que a ouvem. Na realidade, a música clássica sempre se encontrou ligada a variados estilos de música, que no fundo não são mais do que ramificações suas. Não falo, até porque obviamente não posso, de música barata e exclusivamente para venda. De facto, se há algo que nós metaleiros (eu pelo menos), criticamos em relação à música é aquela que, não deixando de ter pelo menos algum talento à mistura, é feita exclusivamente para vender. E aí, na minha opinião, não há talento que safe uma comercialidade extrema, como aquela a que infelizmente milhares de pessoas são diariamente bombardeadas.

Mas, terminando o aparte revoltado, devo referir que o metal é o género anti-comercial por excelência, sendo que a grande maioria das bandas são até underground, ou seja, não são largamente reconhecidas fora do seu meio, nem sequer, grande número das vezes, no seu próprio território. No entanto, o metal é talvez o mais improvável parceiro da música clássica. Aparentemente antagónicos, o peso e o classicismo sabem-se unir, ou melhor, unem-se com categoria quando encontram quem deles saiba fazer uso correcto, assim como quem tenha a visão suficiente para perceber o sublime conjunto que ambas fazem. Mais uma vez, à semelhança do post já referido no saudoso BGM, defendo que o antagónico gera regularmente um conjunto interessante, basta apenas ter a coragem e a criatividade para arriscar a união.

Em primeiro lugar, utilize-se o exemplo das numerosas bandas de metal sinfónico, dentro dos mais variados géneros. Gothic Symphonic (Within Temptation), Black Metal Sinfónico (Dimmu Borgir e Cradle of Filth), Death Metal Sinfónico (Haggard), Folk Metal (Turisas), os nossos próprios Moonspell, que por dificuldade pessoal não classifico, enfim, toda uma panóplia de exemplos dentro de campos diferentes. Todas estas bandas usam elementos sinfónicos nas suas composições, conseguido conferir ao metal uma sonoridade extra, uma beleza inalcançavel para aqueles que, preconceituasamente, consideram impossivel coordenar tais generos.

Nenhuma me apaixonou, porém, tanto quanto os Epica. São, de facto, um dos exemplos mais flagrantes do embelezamento do metal pela sinfonia. Em cada uma das suas musica e permitido ao ouvinte viajar simultaneamente para campos distintos, enquanto aproveita ao máximo a experiência de viver num largo apenas acessivel aqueles que combinam o incombinavel (se me é permitida a antitese).

Seguidamente, recorra-se a todas as bandas que experimentaram a mesma união improvável mas em concerto. Metallica ou Scorpions, por exemplo, são bandas de Heavy Metal que em determinado ponto da sua carreira decidiram gravar álbuns com uma orquestra por trás de si, na reprodução dos seus temas mais clássicos, e mais pesados.

Posteriormente, é ainda de referir a espectacular adaptação de "Canon in C" de Pachelbel, por jerryC para a guitarra, metalizando a obra-prima.

Por último, refiro ainda a adaptação humorística feita por JB e KG, dos Tenacious D, no filme "Tenacious D in the pick of destiny", de "Bourrée in E minor", de Bach, "Fur Elise" de Beethoven e "Eine Kleine Nachtmusik" de Mozart.

Termino, então, com alguns vídeos de sustentação à tese:


"Epica - Cry For The Moon"


Metallica - Master of Puppets S&M


Within Temptation - Forgive


"Canon Rock"


Tenacious D - clássico

Dave \m/

Marcadores: , , , , , , , , ,

Deixa-nos a tua opinião sobre este post:

Postar um comentário

23/03/2009 23:29 |Blogger Skywriter™  
Epica, são, na minha opinião, os naturais sucessores dos Nightwish, depois da saída da Tarja, no reino do Metal Sinfónico.

A par do Power Metal, acho o metal Sinfónico o mais belo sub-género do Metal.
23/03/2009 23:47 |Anonymous Music Man Petrucci  
Os "metaleiros" são contra a musica comercial? Alguem que me explique se faz favor porque é que papam todos Metallicas e afins
24/03/2009 00:15 |Blogger Thaurer  
sou de grande fã de epica e WT.
grandes bandas que conseguem fundir muito bem o som orquestral com a distorçao exigida no metal.

mas assim, uma musica que dá um raspão no clássico é a dolls dos dark lunacy.
http://www.youtube.com/watch?v=fEq6HZTHu4g
se nao conehceres, aconselho a ouvir. é muito boa, e akeles violinos...demais mesmo.

ja agora, arranjavas melhores exemplos que a forgive.
quer dizer... a forgive nao é nem de perto a melhor deles...
24/03/2009 02:09 |Anonymous Santyago  
Emperor? Nada? Uma das bandas que iniciou o Black Metal sinfónico e fez depois o Extreme Metal Sinfónico com uma classe tremenda, conseguindo conjugar melodia e brutalidade. Não referir eles é um crime. Como um amigo meu uma vez disse: Estes sim são os verdadeiros mestres do Black Metal Sinfónico, quais Demon Burguers e afins.

Petrucci, nem todos os metaleiros papam os Metallica.
26/03/2009 11:31 |Blogger Dave \m/  
De facto, começo este comentário respondedo ao Petrucci. É um facto que gosto de Metallica, mas é também um facto que me recuso a papar qualquer material da fase comercial deles. Não por considerar que estavam fora do direito deles (porque o tinham), mas por pura e simplesmente não gostar. No entanto, acho que Death Magnetic dá para reacender a esperança, ainda que ténue, de um regresso. Quanto às sugestões que me foram feitas, vou, como sempre faço, ouvir, consumir, e posteriormente opinar sobre elas. A todos muito obrigado pelas sugestões, que sem dúvida são uma das maiores fontes de divulgação do metal hoje em dia.
Terminando a resposta em forma de cometário, concordo com o Sky, ao dizer que Metal Sinfónico e Power Metal são os mais belos estilos de metal. Atenção que belo não significa necessariamente ser os meus preferidos. São apenas os mais dotados de beleza pura.
Dave \m/
26/03/2009 19:31 |Blogger MoonPlague  
Sei que vai ser um comentário fútil mas:

*hail* Tenacious D *hail*

Confesso que apesar de ouvir algumas bandas de Metal, não sou lá grande entendido na matéria, gosto de coisas mais ao género de Punk e Alternative...
26/03/2009 21:17 |Anonymous P´davis  
amei esta crónica, não só pelo motivo deste maravilhoso escritor ser meu namorado, como também ter um excelente gosto e etc...
Within temptation são a minha banda predilecta, concordo com o/a thaurer quando diz que há exemplos bem melhores do que o forgive. Sem dúvida que tive imensa pena de não os ter ido ver ao optimus alive , acho uma musica arrepiante "frozen" , amo " all i need "... têm temas maravilhosos, que dá para relaxar e ao mesmo tempo desfrutar de uma das melhores vozes que há no mundo inteiro! Sharon consegue tanto nas gravações de cd´s como ao vivo ter exactamente a mesma qualidade... Tenho a discografia toda e nao me canso de todo. Outra das bandas que recentemente comecei a ouvir foi épica! Não acho que seja melhor que WT, mas é na actualidade uma das banadas que mais tenho gostado de ouvir...metallica gosto , ja fui a concertos deles e foram absolutamente espectaculares, teacious D é sublime tanto para ouvir como para rir! São bons! Boa crónica dave! O que é no meu ponto de vista bom tenho de falar. P´davis bjs
06/04/2009 17:35 |Anonymous Anônimo  
dave és uma porcaria lá na escola a escrever ... plagiaste isto de onde?
11/04/2009 21:17 |Blogger Dave \m/  
De lado nenhum, anónimo. Se afirmas isso acerca do meu desempenho de escrita na escola, é porque não me conheces de todo.
De resto, se não soubesse escrever, não me meteria num projecto destes, pois plagiar não faz parte dos meus princípios.
Dave \m/
(c)2009 A Outra Galáxia | aoutragalaxia@gmail.com
Optimizado para Firefox 3+ e Internet Explorer 7+ a 1280*1024